Geografia de Santa Luzia

Geologia e hidrografia

Situado na Depressão de Belo Horizonte, uma das três províncias geomorfológicas da Grande BH, o município de Santa Luzia tem uma paisagem típica caracterizada por colinas côncavo-convexas e fundos de vales extensos, formados por depósitos aluvionais.

O município tem a altitude média de 750 metros. O ponto culminante do município está na Serra da Piedade, na divisa com Sabará, no extremo sudeste, podendo atingir 1200 metros. A altitude mínima se encontra na foz do Rio Taquaraçu, com 650 metros, no extremo norte. O núcleo urbano, constituído por dois segmentos distintos, assentou-se sobre o fundo do vale do Rio das Velhas (parte baixa da cidade) e no topo das colinas (parte alta), apresentando, devido ao relevo acidentado e á diferença de nível entre os dois pontos, fortes declividades de 10 a 25% e superior a 25%, em algumas áreas.

Possui vasta rede hidrográfica, pertencente à bacia do Rio das Velhas, principal curso d'água que atravessa o município e o divide ao meio. Este sofre gravemente com a degradação ambiental, pois ao passar por Santa Luzia, o rio já recebeu os seus afluentes Ribeirão Arrudas e Ribeirão da Onça|Onça, altamente poluidos por receberem uma grande parte de esgoto ''in natura'' de Belo Horizonte e Contagem, pois suas estações de tratamento de esgoto ainda não operam em capacidade total. Os principais cursos d'água no município, são: os ribeirões Baronesa, da Mata, os córregos do Grajaú, da Calçada, Tenente, Maquiné, Bicas e o rio Taquaraçu. O município possui quatro pequenas e médias estações de tratamento de esgoto operando, e está sendo construída uma de grande porte garantindo 100% do tratamento de esgoto. O sistema de abastecimento de água tratada, coleta de esgoto sanitário e todas estações são operadas pela Copasa.

Clima

O clima luziense é caracterizado tropical com estação seca (''Aw'', segundo Köppen), próximo do clima subtropical úmido (ou tropical de altitude - ''Cwa'') com diminuição de chuvas no inverno e temperatura média anual de 21,45°C, tendo invernos secos e amenos (raramente frios) e verões chuvosos com temperaturas moderadamente altas. Os meses mais quentes, fevereiro e março, contam com temperatura média de 23,4°C. E o mês mais frio, junho, de 18,0°C. Outono e primavera são estações de transição.

A precipitação média anual é de 1477,3mm, sendo junho o mês mais seco, quando ocorrem apenas 7,8mm. Em dezembro, o mês mais chuvoso, a média fica em 333,8mm.

Esse texto foi parcialmente criado por mim, e publicado na wikipédia. Ao copiar isso, por favor referencie mim ou a wikipédia.

Postar um comentário